Raiva

 em Sem categoria

Raiva

a raiva é uma importante zoonose que pode causar prejuízos tanto para os animais, sendo eles de produção ou pets, quanto para os humanos, pois é letal em quase 100% dos casos

o que é a raiva?

A raiva é uma doença infecciosa transmitida pelo vírus da família Rhabdoviridae; doença essa que tem letalidade considerada de praticamente 100% nos animais que acabam sendo acometidos por ela.

De caráter agudo, isto é, que progride rapidamente e pode levar à morte em pouco tempo, a raiva pode afetar os humanos, os animais de produção, como os bovinos e, também, os animais de companhia, como cães e gatos.

Sendo transmitida pela mordida de animais contaminados, essa doença tem como maiores transmissores os cães e os gatos e traz consigo quanto à sintomatologia febres, dores de cabeça, salivação excessiva, espasmos musculares, paralisia e confusão mental.

Fonte da Imagem: MD Saúde

Fonte da Imagem: UOL Notícias

Importância quanto à zoonose

Você sabia que o vírus da raiva leva à morte em praticamente 100% dos casos? Pois é, por ser um vírus que atua no sistema nervoso, sua multiplicação ocorre de forma extremamente rápida, causando danos irreparáveis, inclusive em humanos

A raiva é uma zoonose, ou seja, é uma doença que pode ser transmitida entre animais e humanos, e estima-se que cerca de 59 mil pessoas morrem todos os anos em sua decorrência. 

No Brasil, a transmissão por animais de companhia vem sendo controlada, graças aos esforços dos médicos veterinários e tutores em vacinar seus pets, por isso, é importante manter a carteirinha de vacina do seu animal sempre em dia, garantindo a saúde dele e de toda a sua família!

Atualmente, o principal meio de transmissão ocorre por meio de morcegos hematófagos da espécie Desmodus rotundus, sendo assim, os produtores rurais precisam estar sempre atentos a mordidas em seus animais e vestígios dos abrigos de morcegos em suas propriedades. 

Portanto, é muito importante que o proprietário do animal que apresenta sintomas mantenha distância para evitar se contaminar, chame o médico veterinário e faça uma notificação no Órgão de Defesa Sanitária Animal mais próximo!

COMO OS GRANDES ANIMAIS SÃO AFETADOS?

Os herbívoros, como bovinos, equinos, caprinos e ovinos, são hospedeiros acidentais da raiva e são considerados animais sentinelas, ou seja, avisam da presença do vírus em determinada região.  Quase 100% dos casos de infecção viral são considerados fatais, por isso, é essencial que os produtores rurais atentem-se, durante o manejo sanitário do rebanho, a presença de lesões causadas por morcegos hematófagos.

Diferentemente da raiva em carnívoros que se apresenta de forma “furiosa”, em herbívoros a sintomatologia é paralítica, sendo comumente associada a sintomas como ranger dos dentes, baixa apetite e deglutição , retenção de fezes e urina, reflexos motores diminuídos, baixa sensibilidade na pele e andar cambaleante.

Embora estudos indiquem que a raiva em herbívoros tem baixa probabilidade de transmissão para outros animais, ainda sim o vírus é de extrema importância para saúde pública.

Fonte da Imagem: Jornal da Economia

COMO OS PEQUENOS ANIMAIS SÃO AFETADOS?

Os pequenos animais como cães e gatos, normalmente apresentam mudanças de comportamento, tornando-se agressivos, mordendo objetos, animais, pessoas, seu próprio tutor e até a si mesmo. 

Ocorre a paralisia do músculo da deglutição, tendo um alto nível de salivação, como também ocorre a paralisia das cordas vocais. 

Na fase final da doença o quadro se agrava, tendo convulsões generalizadas, paralisia do tronco e dos membros.

Fonte da Imagem: Petlove

formas de controle & prevenção

A principal forma de prevenção e controle do vírus da raiva é a vacinação. Animais domiciliados como cães e gatos devem ser vacinados anualmente, prevenindo indiretamente a raiva humana. Outros cuidados são necessários, deve-se sempre evitar aproximação com os animais de rua, em caso de deparar-se com animais silvestres ou morcegos não toque diretamente nos mesmos. Quanto aos animais de produção, deve-se incluir no protocolo sanitário anual a vacinação contra a raiva, independente da idade do animal. É preciso investir em medidas preventivas a fim de controlar a população de morcegos hematófagos com potenciais de transmissão. Além disso, um outro método de prevenção a ser empregado é a pasta vampiricida, que pode ser aplicada pelos produtores ao redor de feridas que o animal possa vir apresentar devido a ação dos morcegos, uma vez que é sabido que eles geralmente voltam no mesmo local da primeira incidência para se alimentar novamente; a pasta vampiricida atua de forma protetiva e ajuda na prevenção de novos ataques aconteçam.

No Brasil, o tratamento preventivo da raiva humana e a vacinação canina são as principais ações desenvolvidas. Desta forma, tem-se a redução da mortalidade humana e diminuição da intensidade de transmissão. Por se tratar de uma zoonose, o principal objetivo é interromper a transmissão às pessoas e, posteriormente, aos animais domésticos. Infelizmente, a raiva não tem cura e nos casos onde ocorre a infecção, recomenda-se a eutanásia dos animais que tiveram contato com o agente patogênico. Em relação aos humanos, são poucos os casos relatados em que os infectados sobreviveram, no entanto, todos persistiram com alterações funcionais permanentes em decorrência da raiva.

Referências

  • https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/raiva
  • https://www.rededorsaoluiz.com.br/doencas/raiva
  • https://www.cfmv.gov.br/por-que-a-raiva-e-questao-de-saude-publica/comunicacao/noticias/2020/07/22/
  • https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/1876/1/620-2383-2-PB.pdf
  • http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/Ef49iT3DhEskNhI_2013-5-28-15-23-47.pdf
  • https://www.dive.sc.gov.br/conteudos/publicacoes/Manual_de_Coleta_para_RaivaNovo.pdf
  • https://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/raiva#:~:text=A%20vacina%C3%A7%C3%A3o%20anual%20de%20c%C3%A3es,com%20crias%20ou%20mesmo%20dormindo.
  • https://www.scielosp.org/article/rsp/1996.v30n2/196-203/#ModalArticles

Escrito por Ana Karolyne, Anna Godoy, Gabrieli Dutra, Isabela Reis e Yasmin Marlier 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar